o fraco rendimento escolar



http://3.bp.blogspot.com/-fzYINKlsAGw/UPmfIDObweI/AAAAAAAAAGQ/oOC9dJR1CQE/s1600/ISPM+-+LOG1.jpg
INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO MARAVILHA DE BENGUELA
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO
COORDENAÇÃO DE PEDAGOGIA







O FRACO RENDIMENTO ESCOLAR NA DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA, DOS ALUNOS DA 4ª CLASSE, NA ESCOLA DO ENSINO PRIMÁRIO BG Nº 9053 O MUNICÍPIO DO CHONGOROI.



Autor: Bela Dengue Correia   







BENGUELA, 2017.


 
INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO MARAVILHA DE BENGUELA
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO
COORDENAÇÃO DE PEDAGOGIA







O FRACO RENDIMENTO ESCOLAR NA DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA, DOS ALUNOS DA 4ª CLASSE, NA ESCOLA DO ENSINO PRIMÁRIO BG Nº 9053 O MUNICÍPIO DO CHONGOROI.



Autora: Bela Dengue Correia  
Orientadora: Marta Guevara, Msc.   
 







BENGUELA, 2017.
INDICE

DEFINIÇÃO DO PROBLEMA CIENTIFICO……………………………………………………………………..…6
TAREFAS DE INVESTIGAÇÃO………………………………………………………………………………………...6









 
INTRODUÇÃO
O fraco aproveitamento escolar pode estar associado à subjectividade do docente na hora de corrigir os testes. Certas disciplinas, principalmente aquelas que pertencem às ciências sociais, podem dar origem a várias interpretações ou o professor deve saber analisar na correcção para determinar se o estudante compreendeu ou não os conceitos.
Em todo o caso, os especialistas recomendam que sejam adaptados os de estudo saudáveis (por exemplo, não estudar muitas horas seguidas
na véspera. especialmente à noite, do exame, optando antes por dividir o
tempo dedicado ao estudo) de modo a melhorar o rendimento escolar.
Segundo Paulo Freire (1999), O rendimento escolar (ou académico) refere-se à avaliação do conhecimento adquirido no âmbito escolar. São
consi
derados estudantes com bom rendimento escolar todos os alunos que
o
btenham qualificações positivas nos exames que devem realizar ao longo do ano lectivo.
Por outras palavras, o rendimento escolar é uma medida das capacidades do aluno, que expressa o que este tem aprendido ao longo do
processo formativo. Também aba
rca a capacidade do aluno em responder aos estímulos educativos. Neste sentido, o rendimento escolar prende-se com a aptidão. Nicolai Yacollev (2008)
De acordo com Estrela (2001), outras questões eso directamente
relacionadas com o factor psicológico, como a pouca motivação, o desinteresse ou as distracções nas aulas, que dificultam a compreensão dos conhecimentos. Um dos factores que exerce mais influencia no fraco rendimento escolar devido a situação socioeconómica das famílias começam a trabalhar muito cedo, devido a falta de acompanhamento total dos pais ou encarregados de educação, promovendo assim as constantes reprovações dos alunos na mesma escola e na referida classe, tendo  constatado também a falta de professores qualificados e não comprometidos com a profissão de professorado por outra falta de motivação por parte da criança, por muitas vezes sai de casa sem tomar o pequeno-almoço, dizendo que o pai e mãe saem de casa muito cedo, outros pelo facto de viverem com os avós, em muitos casos, muito além de lhes faltar vontade para estudar falta-lhes também valores morais e cívicos que muita vezes estes comportamentos são notórios dentro do estabelecimento escolar pondo em causa o andamento normal da escola, os mesmos desrespeitam não só a escola como a própria família que é o alicerce da sociedade humana, onde a criança aprende os princípios básicos da educação, desenvolver competências e vaiares que influem positivamente na formação dos valores. Esses só se desenvolvem se a criança tiver uma educação de base a partir da família e posteriormente na escola.











JUSTIFICATIVA DO TEMA
São vários os motivos ou factores que incidem sobre o rendimento escolar, desde a dificuldade própria de alguns disciplinas (cadeira), até a grande quantidade de exames que podem conscidir nas mesmas datas, passando pela ampla extensao de certos programas educativos, são muito os motivos que podem levar um aluno a apresentar fraco rendimento académico.
Outros motivos que estão directamente ligados aos factores psicológicos, com pouca motivação, desinteresses as aulas, distracções que dificultem a compreensão dos conhecimentos leccionados pelo professor e acabam por afectar o rendimento escolar nas horas das avaliações.
O fraco aproveitamento prende-se por outro lado  a disciplina de língua portuguesa, os alunos apresentam inúmeras dificuldades sobre tudo na identificação de algumas letras para ler e escrever em suma aprende-se quanto se tem motivação, para construirmos conhecimentos, hábitos, atitudes e capacidade em exercer as tarefas.
Outros motivos que estão directamente ligados aos factores psicológicos, com pouca motivação, desinteresses as aulas, distracções que dificultam a compreensão dos conhecimentos leccionados pelo professor e acabam por afectar o rendimento escolar nas horas das avaliações.







DEFINIÇÃO DO PROBLEMA
Como melhorar o fraco rendimento escolar na disciplina de língua portuguesa, dos alunos da 4ª classe, na escola do ensino primário BG nº 9053 no Município do Chongoroi?
OBJECTO DE INVESTIGAÇÃO
O fraco aproveitamento no processo de ensino-aprendizagem dos alunos da 4ª classe, na Escola em referência.
CAMPO DE ACÇÃO
O campo de acção da presente investigação recai no processo de ensino-aprendizagem.
OBJECTIVOS DA INVESTIGAÇÃO
 Geral
Compreender os factores que estão na base do fraco rendimento escolar na disciplina de língua portuguesa, dos alunos da 4ª classe, na escola do ensino primário BG nº 9053 no Município do Chongoroi.
Específicos
Identificar os factores que estão na base do fraco rendimento escolar na disciplina de língua portuguesa, dos alunos da 4ª classe, na escola do ensino primário BG nº 9053 no Município do Chongoroi.
Determinar a influência que exercem os professores para melhorar o  fraco rendimento escolar na disciplina de língua portuguesa, dos alunos da 4ª classe, na escola do ensino primário BG nº 9053 no Município do Chongoroi.
Explicar o impacto dos pais e encarregados de educação no melhoramento do do fraco rendimento escolar na disciplina de língua portuguesa, dos alunos da 4ª classe, na escola do ensino primário BG nº 9053 no Município do Chongoroi.

PERGUNTAS CIENTÍFICAS
1-     factores estão na base do fraco rendimento escolar na disciplina de língua portuguesa, dos alunos da 4ª classe, na escola do ensino primário BG nº 9053 no Município do Chongoroi?
2-    Que influência exercem os professores no melhoramento do fraco rendimento escolar na disciplina de língua portuguesa, dos alunos da 4ª classe, na escola do ensino primário BG nº 9053 no Município do Chongoroi?
3-    Qual é o impacto dos pais e encarregado de educação no melhoramento do fraco rendimento escolar na disciplina de língua portuguesa, dos alunos da 4ª classe, na escola do ensino primário BG nº 9053 no Município do Chongoroi?
Variável independente: o fraco rendimento escolar na disciplina de língua portuguesa, dos alunos da 4ª classe, na escola do ensino primário BG nº 9053 no Município do Chongoroi.
Variável dependente: propor metodologias adequadas de maneira a banir o fraco rendimento escolar na disciplina de língua portuguesa, dos alunos da 4ª classe, na escola do ensino primário BG nº 9053 no Município do Chongoroi.








METODOLOGIA

Para este trabalho optou-se por um tipo de investigação descritiva com a modalidade mista que segundo Vianna (2001), consiste em procurar determinar a natureza e o grau de condições existentes entre os fenómenos. Tem como o único propósito descrever condições existentes.
Métodos Teóricos
Histórico lógico: Para Andrade (2003:54) este método consiste em
investigar os acontecimentos, processos e instituições do passado para
verificar a sua influência na sociedade de hoje.
Analítico Sintético: para Marconi e Lakatos (2000:36) a análise ou
explicação é a tentativa de evidenciar as relações existentes entre os
fenómenos estudados e outros factores. Essas relações existentes podem ser
estabelecidas em função de suas propriedades relacionais de causa efeito.
Indutivo dedutivo: para Andrade (2002:47) a indução é o caminho
inverso da dedução, isto é
, a cadeia de raciocínio que se estabelece a conexão
ascendente do particular ao geral
. Neste caso, as constatações particulares
são as que levam as teorias e leis gerais
. A mesma autora, define a dedução
como caminho das consequências, uma cadeia de raciocínio e conexão, isto é,
do geral para o particular
.
  Métodos empíricos
Matemático Estatístico: Permite analisar estatisticamente os dados
recolhidos que se baseiam na definição de valores percentuais e a sua
representação em tabelas e gráficos. 
Observação: é uma técnica de colecta de dados que permite a obter
informações e provas a respeito do que se deseja estudar, Marconi e Lakatos
(2002
;88). Permite constatar a relação que se estabelece entre aluno - aluno,
professor - aluno durante as actividades esco
lar.
Entrevista: segundo Rodrigues (2006:93) é a técnica utilizada pelo
pesquisador para obter informações a partir de uma conversa orientada com o
entrevistado e deve atender a um objectivo pretendido
. É um instrumento
fundamental no trabalho de investigação científica, pedagógica e psicológica. É
preciso ressaltar que o entrevistador não se deve influenciar pela aparência do
entrevistado por causa do trabalho grupal
. Este método permite ouvir a opinião
dos membros da escola acerca de trabalho em grupo.

Técnicas de pesquisa

Inquérito por Questionário: segundo Andrade e Lakatos (2002:33), o
inquérito é um conjunto de actos e diligências destinados a apurar alguma
coisa. É um processo em que se tenta descobrir alguma coisa de forma sistemática
. Este método permitirá colher informações aos professores alunos
e a direcção da referida escola
.
Pesquisa Bibliográfica: para Marconi e Lakatos (2002:47) também
conhecida por análise de documentos, visa a busca de informações
bibliográficas, permitindo assim navegar nos pensamentos dos mais variados
autores a fim de obter informações relacionadas com o tema em investigação
para que a forma lógica e crítica
, se faça então críticas e comparações do
problema
em estudo.

















POPULAÇÃO

A presente investigação contou com uma população de 1635 alunos da 4ª classe, sendo 858 do sexo feminino e 777 do sexo masculino e 28 professores.

AMOSTRA
A partir desta população, utilizando procedimentos estatísticos seleccionar-se-á uma amostra constituída por 20% perfazendo assim um total de 36 alunos e 100% correspondente a 4 professores da 4ª classe. 






















ESTRUTURA DO TRABALHO

Estruturalmente o trabalho está dividido em três capítulos que estão antecedidos por uma introdução, nela, nos propusemos efectuar, uma reflexão geral sobre a problemática de estudo, a definição dos objectivos gerais e específicos, perguntas, propósito e fundamentação do tema e as metodologias pela qual nos baseamos para a elaboração do trabalho.
No primeiro capítulo : apresentam-se algumas definições e conceitos de alguns autores que abordam aspectos que permitirão uma melhor contextualização do tema em estudo, o fraco aproveitamento no processo de ensino-aprendizagem dos alunos da 4ª classe, na Escola Primária BG 1040 no Município de Benguela.
No segundo capitulo fizemos abordagem dos métodos que poderão conduzir a nossa investigação,
No terceiro capítulo apresentaremos especificamente a análise descritiva e interpretação de dados elaborados por intermédio de inquéritos, feitos ao Subdirector Pedagógico, aos professores e alunos, apreciação bibliográfica, por fim, as considerações finais, recomendações, bibliografia e anexos.








 



PROPOSTA ORÇAMENTAL


Designação
Quantidade
Custo unitário
Total custo Kz
01
Papel
01 Resma
1200.00 Kz
1200,00
02
Tinta da impressora
06
2.900 Kz
17.400,00
03
Disco
01
120.00 Kz
120,00
04
Fotocopia
Diversos
15.000.00 Kz
15.000,00
05
Encardenação
10
250.00 Kz
2500.00
06
Transporte combustível
70 Litros
160.00 Kz
11.200,00
07
Despesas correntes
-------------------
---------------
15.000,00
08
Total custo
-------------------
------------------
62.420,00
















CRONOGRAMA DE ACTIVIDADES PARA A INVESTIGAÇÃO

Actividades
Período
01
Elaboração e apresentação do projecto do trabalho do fim do curso
Abril 2017
02
Revisão bibliográfica para elaboração dos fundamentos teóricos e precisão dos conceitos

Maio 2017
03
Caracterização da população e selecção amostra
Junho 2017
04
Elaboração das técnicas para a recolha da informação análise das
Técnicas para a recolha da informação

Julho 2017
05
Recolha de dados
Agosto 2017
06
Análise e interpretação dos dados
Setembro 2017
07
Elaboração do relatório do trabalho
Outubro 2017
08
Revisão e crítica do trabalho
Novembro 2017
09
Impressão e apresentação da monografia
Dezembro 2017









PROPOSTA BIBLIOGRÁFICA
Martins, A. (1991). A Problemática do Insucesso Escolar. Aveiro: Universidade de Aveiro.
Benavente, A. (1990). Insucesso escolar no contexto português: abordagens, concepções e políticas. Lisboa: Universidade de Lisboa.
Fernandes, E. (1990). O aluno e o professor na escola moderna. Aveiro: Estante.
Gall, A. Le (1993). O insucesso escolar. (2. ª ed.). Lisboa: Estampa
http://www.programaescolhas.pt/projectos.
? Os números da Justiça 2009: Principais Indicadores das Estatísticas da Justiça,
Disponível em: http://www.dgpj.mj.pt/sections/noticias/os-numeros-dajustica/
DownloadFile/attachedFile_f0/Os_numeros_da_Justica_2009.pdf?nocache=1293710092.41.
? Relatório Anual de 2009 – A Situação do País em matéria de Drogas e Toxicodependência,
http://www.portaldasaude.pt/NR/rdonlyres/2F77C4C5-859D-4DBB-9BB5-
7C45A2843E21/0/RA_2009.pdf.





Comentários